Sustentabilidade

ARTEFITA visa contribuir para um mundo mais sustentável

O QUE A ARTEFITA FEZ ATÉ AGORA?

Uma parte importante do esforço da ARTEFITA para a sustentabilidade está concentrada no ambiente e na redução da nossa pegada ecológica. Conforme se pode verificar pela descrição abaixo, esta preocupação da empresa iniciou-se em 2010 e tem decorrido até ao presente com a aplicação de diversas medidas simples, primeiro através de medidas internas, seguindo-se agora uma nova etapa com medidas conjuntas, internas, mas também externas, contando com os nossos fornecedores e outros parceiros ligados aos nossos productos, à nossa cadeia de valor.
Para a ARTEFITA, a utilização a 100% de energias renováveis, a redução do consumo de água, a redução do desperdicio, e a utilização de materiais não tóxicos ou poluentes, são 4 tópicos que queremos também ver replicados nos nossos fornecedores e parceiros.

  • A empresa decidiu reduzir em 90% as entregas de encomendas em viaturas próprias, passando a subcontractar os serviços de profissionais de transportes e distribuição.
  • A empresa começou a fazer a triagem de desperdicios para reciclar, separando o plástico, o cartão, os fios de polipropileno, os fios de poliester, e o lixo geral.
  • Foram substituidas todas as luminárias de alto consumo energético passando a ser usadas lâmpadas LED’s de menor consumo.
  • Foram substituidos os compressores do ar por máquinas mais eficientes, e foi definida uma ação de manutenção regular que garanta que não existem perdas de ar, e consequente desperdicio energético.
  • Passamos a usar tinteiros reciclados em todas em impressoras.
  • Foram reduzidas várias embalagens de plástico em produtos finais com marca ARTEFITA.
  • Foram substituidos na máquina do café os copos de plástico por copos de papel.
  • Ainda no âmbito do café são recicladas todas as cápsulas e paletilhas.
  • Começamos a oferecer ao mercado a possibilidade de produzir fitas com fios de poliester reciclados a partir de garrafas de água de plástico.
  • Foram adiconados às máquinas de tingir uns dispensadores de fitas, os quais criam um buffer permanente de fita que permite ao operador evitar a paragem da máquina, evitando assim quantidades enormes de produto NOK (lixo).
  • Em simultaneo com esta intervenção nas máquinas de tingir, foram também corrigidas as performances dos tanques de lavagem no binómio temperatura vs quantidade de água. Hoje consome-se menos água e menos energia.
  • Os espaços verdes e o número de árvores nas instalações aumentou.
  • Sempre que possível evitamos as deslocações para visitas a clientes ou fornecedores, utilizando em alternativa as video-conferências.
  • Colocamos temporizadores no sistema de rega, e também electroválvulas para evitar fugas de água em caso de ruptura de um tubo.
  • O consumo de energias renováveis foi de 95%, sendo distribuida da seguinte forma: Janeiro e Fevereiro => eólica, hídrica, solar = 81%Março e Abril => eólica, hídrica, solar = 86 Maio a Dezembro => hídrica = 100%
  • Em 2021 foi trocada uma viatura de combustão diesel por uma viatura híbrida, cujo resultado traduz-se num consumo de 3 litros de gasolina/100km, em lugar de 9 litros de diesel/100km.
  • Foram eliminadas todas as folhas de papel para registo de trabalho suplementar, passando os registos a ser efectuados em plataforma digital desenvolvida na empresa.
  • Todas as casas de banho na empresa passaram a ter sensores de luz para iluminação (só acendem se permanecer alguém no espaço).
  • Todas as casas de banho na empresa passaram a ter sensores de água nos lavatórios e urinóis.
  • Foi instalada uma torre de carregamento duplo para carregamento gratuito dos automovéis híbridos e elétricos dos colaboradores para incentivar os colaboradores a este tipo de viatura.

FOCO NA SUSTENTABILIDADE

O QUE A ARTEFITA PRETENDE FAZER A PARTIR DE AGORA?

Estamos muito confiantes que poderemos ser 50% “zero emissions” em 2030, e 100% “zero emissions” em 2040.
Enquanto empresa que faz parte de um restrito grupo leader no sector na Europa, cabe-nos desde o ponto de partida que é a concepção e desenvolvimento do producto, e do seu processo produtivo, ter presente desde a raíz que o impacto dos nossos productos no ambiente é reduzido, enquanto exercem a sua função, e depois deste na reciclagem.

A TECER O FUTURO

  • Verificar quantidades por caixa, e por palete, para fazer reduzir o volume, e não haver lugar ao transporte de ar.
  • Reduzir a quantidade de papel a ser impresso, eliminando o envio de faturas por correio, e passando as notas de fabrico a ser em formato digital eliminando assim o formato de papel.
  • Eliminar os copos de plástico das máquinas de água. Os consumidores devem encher garrafas próprias, e os copos devem ser restritos para visitas.
  • Luzes, computadores, impressoras, tudo desligado no periodo entre as 18:00h e as 08:00h.
  • Luzes de gabinetes apagadas na hora de almoço, ou quando se abandonam para reuniões prolongadas.
  • Substituição de 2 viaturas a combustão diesel, por 2 viaturas elétricas.
  • Politica de utilização de ares condicionados restringida a: Verão: temp. exterior acima de +24C, temp. aparelho limitada a +21C e Inverno: temp. exterior abaixo de +13C, temp. aparelho limitada a +21C.
  • Continuar a ajustar a nosso processo produtivo de forma a garantir a não utilização de matérias nocivas, para seguirmos em conformidade com o REACH.
  • Solicitar a todos os fornecedores e parceiros de negócio um compromisso de sustentabilidade, previligiando o negócio em caso de igualdade àqueles que melhor práticas de sustentabilidade apresentarem.
  • Analisar resultados do grupo responsável pela evolução semanal do lixo causado pelo nosso processo produtivo, de forma a identificar os sectores mais poluentes, e como melhorar os respectivos processos.
  • Dada a boa luminosidade natural de vários sectores da produção, deverão ser instalados sensores de luz, nomeadamente, na tecelagem e na urdidura, os quais evitarão o consumo de energia entre as 09:00h e as 12:00h nos meses de Primavera/Verão. Assim como, no armazém, nos mesmos meses, mas durante um periodo maior do dia.
  • Criar o grupo dos embaixadores voluntários para a sustentabilidade.
  • Atribuir um prémio de 10,00 €/mensais a todos os colaboradores que se desloquem para a empresa a pé, de bicicleta, de viatura eléctrica, ou ainda, em regime de car sharing.
  • Instalação de 250 painéis fotovoltaicos para produção de 20% da energia consumida.
  • Converter o sistema de rega actual num sistema de rega através do aproveitamento das águas pluviais, para o qual deverá ser adquirido um tanque flexivel de 50.000 litros, e através de um painel solar alimentar um motor de rega.